Studio Oral e Facial

Cirurgia ortognática, tudo que você precisa saber

cirurgia-ortognatica

Você conhece alguma pessoa que usou aparelho ortodôntico por anos e ainda assim continua com aquele com queixo muito para frente ou muito recuado, ou até mesmo aquele sorriso que mostra muita gengiva ou então aquele sorriso que quase não aparecem os dentes? Pode ser que o tratamento seja a cirurgia ortognática!

 

Você sabe o que é uma cirurgia ortognática?

 

É um procedimento indicado para quem precisa corrigir e/ou reposicionar os ossos da mandíbula e o posicionamento dentário quando há assimetria. Em muitos casos, essa má-formação é uma questão genética e sua correção necessita mais do que apenas tratamento com aparelhos ortodônticos.

Esse procedimento pode ser realizado por diversas razões como  por exemplo corrigir ou prevenir questões de saúde, como respiração e o funcionamento adequado das articulações usadas na mordida, além é claro de questões estéticas.

 

Indicações

 

Classe 2

São pacientes que apresentam o perfil de “queixo para trás”. A arcada superior está bem projetada em relação a arcada inferior. A alteração pode ser por excesso de crescimento do maxilar superior (maxila), pouco desenvolvimento do maxilar inferior (mandíbula) ou a combinação dos dois fatores.

Classe 3

São pacientes que apresentam o perfil de “queixo para frente”. A arcada inferior está bem projetada em relação a arcada superior (mordida cruzada anterior). A alteração pode ser pelo pouco desenvolvimento do maxilar superior (maxila), excesso de crescimento do maxilar inferior (mandíbula) ou a combinação destes.

 

Como é feita

 

Antes de tudo, o paciente precisa usar aparelhos ortodônticos por pelo menos 2 anos para que a posição dos dentes seja corrigida em função da sua estrutura óssea, sem ser necessário que os dentes fiquem alinhados nesse primeiro momento.

Depois desse período é realizada a simulação da cirurgia com o objetivo de visualizar o resultado final do procedimento, incluindo os resultados estéticos. Só depois disso, é que a cirurgia acontece, nela o cirurgião realiza o reposicionamento da mandíbula por meio de procedimento feito por dentro da boca, onde o osso é cortado e fixado em outra localização por meio de estruturas de titânio.

 

Recuperação

 

O processo completo de recuperação da cirurgia ortognática pode durar entre 6 a 12 meses. Mas o processo começa geralmente com a pessoa voltando para casa entre 1 a 2 dias após a cirurgia com remédios analgésicos, receitados pelo médico para aliviar as dores. Além disso, é ainda importante ter alguns cuidados como:

  • Ficar de repouso nas primeiras 2 semanas, evitando ir trabalhar;
  • Aplicar compressas frias no rosto durante 10 minutos várias vezes por dia, até que o inchaço diminua;
  • Fazer uma alimentação líquida ou pastosa nos primeiros 3 meses ou de acordo com a indicação do médico.
  • Evitar esforços, não fazer exercícios e não ficar exposto ao sol;
  • Fazer sessões de fisioterapia para melhorar a mastigação, diminuir a dor e o inchaço e também a dor de cabeça causada pela tensão dos músculos.
  • Fazer drenagem linfática no rosto para diminuir o inchaço.

Riscos da cirurgia

Embora sejam raros, esta cirurgia pode ter alguns riscos, que incluem perda de sensibilidade no rosto e sangramentos da boca e nariz. Além disto, e como em todas as cirurgias, também pode acontecer infecção no local em que foram realizados os cortes. Desta forma, é muito importante que a cirurgia seja sempre feita em clínica especializadas e por médicos devidamente treinados.

Gostou? Quer saber mais? Entre em contato ou agende uma consulta!

Dr. Ana Cristina – CROSP: 102362
Dr. Israel Vicente – CROSP: 99006

Está gostando do nosso conteúdo ? Compartilhe
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *